Alimentação auxilia no combate a doenças da tireoide

Para prevenir doenças em nosso organismo é necessária uma série de hábitos que podem contribuir ou até evitar que alguns distúrbios se manifestem. A tireoide, por exemplo, é uma glândula do sistema endócrino, que necessita do iodo para um bom funcionamento. O iodo, por sua vez, pode ser obtido através da alimentação, em dosagens equilibradas, dessa maneira, a tireoide pode produzir seus hormônios adequadamente.
 
A nutróloga e especialista em endocrinologia, Vânia Assaly, diz que um adulto em seu estado saudável deve consumir, diariamente, de 150 a 220 microgramas de iodo, quantidade que pode ser extraída de alimentos.
 
Manter uma alimentação saudável e contrabalançada, com taxas de vitamina A e do complexo B, C, E, minerais como o ferro e zinco e oligoelementos – iodo – ajuda na síntese dos hormônios produzidos pela tireoide. A falta ou o excesso deles altera essa síntese e interfere na qualidade do tecido.
 
Algumas dicas de alimentos que contém iodo e que podem ser incluídos na alimentação são: algas marinhas, abacate, ovos, peixes e frutos do mar, além de nozes e castanha-do-pará. A nutróloga ainda aconselha acrescentar vegetais que contenham vitamina A e carotenoides como a cenoura, abóbora e tomate orgânico e ainda aumentar o consumo de folhas escuras como agrião e rúcula que contém cálcio, fósforo e ferro.
 
Vânia Assaly ainda acrescenta que o consumo exagerado de couve, brócolis, soja e couve-flor bloqueiam a produção dos hormônios tireoidianos, portanto não se deve consumir tanto esses tipo de alimentos.