O inverno e o consumo de alimentos calóricos

17/09/2014

 

 

O inverno brasileiro não chega a ser radical em regiões do norte e nordeste, mas no sul, as baixas temperaturas são rigorosas e como elas, a vontade de consumir alimentos calóricos, que compensem o frio, é persistente. O problema é que o inverno passa e os quilos a mais nem sempre são fáceis de eliminar. Para evitar o peso extra e se manter aquecido, existem alguns truques podem ajudar.

As sopas podem ser fortes aliadas, desde que sejam elaboradas com legumes menos calóricos, como abobrinha e chuchu e sem linguiças e bacons, por exemplo. Os chás também são indicados, e por não conterem calorias significativas podem ser consumidos sem medo.

Alguns alimentos são intitulados termogênicos, ajudam a elevar a temperatura corporal e a queimar calorias na metabolização. Gengibre, canela e pimenta, além de serem funcionais dão um sabor especial em sopas, chás e saladas. Além disso, no inverno é indicada a alimentação a cada duas horas e meia.

Algumas misturas que envolvem farelo de soja e aveia favorecem a sensação de saciedade por um período mais prolongado. Se a vontade de comer doces for incontrolável, o cacau em pó pode ser misturado ao leite desnatado ou acrescentado a frutas assadas e aquecidas.

Fonte: Boa Forma