Homens procuram cada vez mais por cuidados com saúde

10/11/2014

Com todos os holofotes voltados para o público masculino, o mês conhecido por “Novembro Azul” chama atenção para a prevenção do câncer de próstata. Lançado há apenas seis anos, a campanha tem o objetivo de informar sobre a doença para um público que procura menos pelos serviços de saúde em relação às mulheres. Porém, um médico urologista afirma que está cada vez mais frequente a busca dos homens pelos cuidados com a saúde.

De acordo com o médico urologista, Mair Borba, os homens estão cada vez menos resistentes aos exames de prevenção do câncer de próstata. “Em relação à campanha do Outubro Rosa, estamos muito atrasados, com 88 anos de diferença. Percebemos que falta, muitas vezes, esclarecimento à comunidade masculina, mas atualmente não vejo mais aquela resistência que víamos antes”, afirmou o médico.

Não apenas neste mês, mas em qualquer período do ano, homens com idade a partir de 45 anos ou o que tiver histórico de câncer na família deve procurar um especialista. “Também deve buscar um médico, o homem que perceber alteração no sistema urinário, como aumento da frequência mictória e presença de sangue na urina”, ressaltou Mair Borba.

O radialista Abinael Souza, 49 anos, faz anualmente o exame do toque para detectar possíveis anormalidades na próstata. Segundo ele, não há o que temer para a realização do toque. “O homem tem que deixar o preconceito de lado e se cuidar. É melhor um toque uma vez por ano ao ter que andar com uma bolsa pendurada enquanto houver vida, que é muito mais constrangedor”, disse.

“Não existe somente um Novembro Azul, mas um ano azul. Todo dia é dia de saúde do homem”, disse o urologista. O exame do toque é, segundo o especialista, o mais eficaz para detectar qualquer alteração na próstata o que pode chegar a um possível câncer. Com o diagnóstico precoce, aumentam as chances de cura da doença. A campanha Novembro Azul segue até o dia 30.

Fonte: http://g1.globo.com/pe/petrolina-regiao/noticia/2014/11/homens-procuram-cada-vez-mais-por-cuidados-com-saude-diz-especialista.html