Câncer de Pâncreas e sua relação com a presença de bactérias na saliva

20/05/2014

Um estudo relatado no encontro anual da Sociedade Americana de Microbiologia, em Boston, nos Estados Unidos, mostrou que pacientes com câncer de pâncreas possuem uma bactéria específica na saliva, ausente em pessoas saudáveis ou com outros tipos de tumor.

Para realizar o estudo, os pesquisadores compararam a diversidade da flora bacteriana presente na saliva de 131 pacientes, sendo 63 mulheres e 68 homens. Deles, 14 haviam sido diagnosticados com câncer de pâncreas, 13 com doença pancreática e 22 com outras variáveis tumorais. Os resultados mostraram que os pacientes com câncer no pâncreas tinham níveis elevados das bactérias Leptotrichia e Campylobacter. Eles também possuíam baixos percentuais das bactérias Streptococcus, Treponema e Veillonella.

Essa patologia é responsável por 2% de todos os tipos de câncer e 4% do total de casos fatais. Como é uma patologia assintomática até as etapas avançadas da enfermidade, o diagnóstico é normalmente tardio, por isso a importância desse estudo e de outras pesquisas relacionadas à descoberta precoce da patologia.

Fonte: Revista Veja.