A alergia ao leite de vaca e intolerância à lactose

05/09/2014

Cólicas, diarreia e flatulência são alguns dos principais sintomas que alguém que possui intolerância à lactose sofre quando ingere leite, por menor que seja a quantidade. No entanto, existe outro transtorno alimentar associado ao consumo de leite que muitas vezes é confundido com a intolerância a lactose, é a intitulada alergia à proteína do leite de vaca (APLV).

Apesar de ambos os distúrbios apresentarem sintomas gastrointestinais, no caso da APLV, sintomas cutâneos também complicam a vida de um paciente. Erupções na pele, vermelhidão, problemas respiratórios e até anafilaxia podem causar sérios problemas, ainda na infância, que é geralmente quando os problemas aparecem, no ato em que o bebê deixa de consumir o leite materno e passa a consumir outro tipo de leite.

O diagnóstico da intolerância a lactose é realizado por meio de exame sanguíneo de contagem glicêmica. Se ao ingerir leite, a taxa glicêmica não se elevar, é sinal de que há a intolerância.

Já o diagnóstico de APLV exige além do exame do de sangue, um exame cutâneo e muitas vezes o teste por provocação oral, onde o leite é oferecido ao paciente. A provocação oral só deve ser feita no hospital, que tem toda a estrutura necessária para atuar em caso de emergência.

Em qualquer dos quadros onde os sintomas sejam identificados é fundamental a busca por um pediatra, no caso dos bebês, e de um médico alergista.

Fonte: G1